A 26ª edição do Festival de Curitiba será aberta nesta terça-feira (28) com o espetáculo ‘Nelson Rodrigues por ele mesmo’ com a grande dama do teatro brasileiro, Fernanda Montenegro. Por exigência da atriz na quarta-feira será feita uma apresentação gratuita para estudantes de artes cênicas.

Ao longo de duas semanas serão mais de mil eventos acontecendo em toda a cidade.
Serão 84 espetáculos na mostra principal, 819 espetáculos no Fringe e outras 26 atrações para a garotada (Guritiba), além de Risorama, Gastronomix e outros eventos paralelos que anualmente transformam a cidade num centro cultural no país.

Os organizadores calculam que desde a primeira edição, em 1992, foram em torno de cinco mil peças de teatro assistidas por cerca de três milhões de pessoas. Criado por três amigos que tiveram a ideia numa conversa de bar, o Festival é considerado um caso de sucesso quando se fala em empreender.

Decididos a investir na ideia de ampliar o espaço e popularizar o teatro em Curitiba, Victor Aronis, Cassio Chamecki e Leandro Knopfholz saíram em busca de apoio e patrocínio tanto junto ao poder público quanto grandes empresas.

O sucesso da primeira edição consolidou o festival como um dos principais eventos culturais da cidade.  A peça Sonhos de uma noite de verão, de Shakespeare, com direção de Cacá Rosset, abriu o Festival e inaugurou a Ópera de Arame em março de 1992. Localizado ao lado da Pedreira Paulo Leminski, a Ópera é um dos principais pontos turísticos da cidade.

Informações sobre programação, valores, compra de ingressos, espetáculos gratuitos e eventos paralelos podem ser obtidas no site www.festivaldecuritiba.com.br.

Foto: Lina Sumizono