O ponto de partida é ter um sentimento genuíno de querer fazer acontecer.

“Tudo que vem fácil vai fácil”. Você já deve ter escutado esse clichê, e como a maioria dos clichês, esse também costuma se confirmar. Quando o assunto é trabalho e realização profissional essa tendência é bem presente, e muitas vezes precisamos fazer várias coisas ao mesmo tempo até encontrarmos aquela que verdadeiramente nos satisfaça. Se você ainda não pode jogar tudo para o alto para ir em busca do seu sonho maior, talvez seja a hora de investir em um projeto paralelo.

Como identificar um potencial projeto paralelo?

A gente sempre sabe. O projeto paralelo ideal pra você é aquele que faz seu coração bater acelerado, aquele assunto que você adora falar sobre e fica empolgado só de contar o rascunho da ideia pra alguém. Pode ser aquela banda de covers que você sempre quis montar ou um aplicativo que você acha que resolveria algum grande problema do dia a dia. O importante é que a motivação seja genuína, porque é essa vontade de realizar algo que vai fazer você tirar a ideia do papel mesmo já tendo um trabalho fixo, dois cachorros pra cuidar, um filho para os planos futuros e assim por diante.

Não deixe a ideia morrer porque você não tem certeza que ela vai dar certo. Dificilmente teremos certeza de um triunfo, caso contrário teríamos a fórmula do sucesso em nossas mãos. E outro fator importante é saber o que é sucesso para você, não para os outros. Talvez o intuito do seu projeto seja apenas a realização pessoal ou a busca por um ideal, e não necessariamente o lucro e o sucesso financeiro.

Não tenha medo de pensar grande se você deseja que esse plano B seja, em breve, o plano A da sua vida

Aliás, esse é um ponto bem importante. Não comece algo pensando em quanto dinheiro você vai ganhar com isso. Ah, e nem pense em iniciar um projeto no desespero porque você está sem trabalho e precisando de grana. É bem possível que você comece a desvirtuar seu sonho inicial pelo desespero de estar precisando da grana, e logo o seu sentimento para com esse projeto vai ser o mesmo de qualquer outro emprego de 8 horas diárias no escritório.

Lembre-se: seu projeto paralelo não precisa te dar um sustento, mas ao menos te trazer felicidade e, se possível, uma vontade de ver o projeto crescer. No momento que você sentir obrigação de continuar fazendo é porque você perdeu o encanto por aquilo. Reencontre a sua paixão e recomece quantas vezes for necessário!

Por que precisamos dos projetos paralelos?

Eles são, muitas vezes, a dose diária de motivação que o nosso trabalho não proporciona. Claro que nem todo trabalho é chato e frustrante, mas um projeto paralelo tem um gostinho diferente. Não é uma obrigação e tem um papel importante de te tirar da zona de acomodação.

Outro ponto superpositivo de investir nisso é adquirir novas habilidades, muitas vezes em uma área completamente diferente da sua atuação atual. Você acaba respirando outros ares, o que pode te proporcionar altas doses de criatividade para o seu trabalho diário.

Sem contar que são novos desafios, e novas missões sempre tendem a nos motivar. É o combo ideal: uma válvula de escape que te proporciona conhecer novas pessoas, adquirir novos talentos, que te faz olhar adiante e ainda tende a acrescentar muito no seu dia a dia.

Se vai “dar certo” ou não é algo que não temos como saber, mas, no fim, tudo é bagagem e portfólio. Quanto mais coisas diferentes você fizer na vida, mais conhecimento terá. Imagina pode contar para as pessoas que você trabalha com investimentos mas que, nas horas vagas, faz marmitas fit para vender para o pessoal da academia?

Como tirar o projeto do papel?

  • Um pouco de planejamento é sempre bom, mas tenha em mente que você precisa começar de uma vez! Você já deve ter ouvido a famosa frase de Sheryl Sandberg de que “feito é melhor que perfeito”, certo? Você não precisa ter esse como o lema da sua vida, mas nesse caso ele se encaixa.
  • Tire um dia para arquitetar seu projeto. Pare de dizer que não tem tempo. Comece separando duas horas de um sábado pela manhã para rabiscar o início da sua ideia. Você vai ficar tão empolgado que certamente encontrará mais tempo na agenda para fazer isso acontecer.
  • Quando iniciar, seja rigoroso e separe um momento fixo na sua agenda para dedicar a seu projeto paralelo. Só pode uma ou duas vezes por semana? Não tem problema! O importante é definir que você vai dedicar sempre os mesmos dias e horários para isso. Estipule um horário fixo, nem que seja uma hora por dia, ou todo sábado durante a tarde. Crie um hábito!
  • Saiba gerenciar seu tempo e elimine ao máximo a procrastinação. Você terá que fazer escolhas. Vale a pena passar horas rolando o feed no celular ao invés de investir no seu sonho?
  • Depois de delimitar a frequência, se você quer que a coisa fique séria, crie um planejamento, metas e um cronograma.

Não tenha medo de pensar grande se você deseja que esse plano B seja, em breve, o plano A da sua vida. Sonhe, mas sem tirar os pés do chão. Nosso trabalho oficial é essencial para nos dar estrutura, então muita calma ante de jogar tudo pra cima, ok?

Tem alguma história de projeto paralelo de sucesso pra compartilhar? Conte pra gente nos comentários! Vamos adorar saber!

Texto de Tuani Mallmann para o site Coworkingbrasil.org